MAXI AGRO
Demanda chinesa eleva exportação brasileira de carne suína em 11%
06/12/2018 09:06 em Notícia

O consumo do país asiático seguiu sólido em novembro, superando em mais de três vezes o fluxo de exportação para este mercado realizado no mesmo mês do ano passado

Um levantamento realizado pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) mostrou que as vendas de carne suína, considerando apenas produtos in natura, chegaram a 51 mil toneladas em novembro, 11,3% a mais que as 45,8 mil toneladas embarcadas no mesmo período do ano passado.

Apesar do bom resultado no mês, no total do ano, as exportações do setor chegaram a 501,2 mil toneladas desempenho 8,7% inferior em relação às 548,7 mil toneladas embarcadas entre janeiro e novembro de 2017. As vendas no período geraram receita de US$ 1,020 bilhão, saldo 25,1% inferior em relação ao resultado alcançado entre janeiro e novembro do ano passado, com US$ 1,363 bilhão.

“A demanda chinesa seguiu sólida em novembro, superando em mais de três vezes o fluxo de exportação para este mercado realizado no mesmo mês do ano passado. Neste contexto, vemos a retomada dos embarques para a Rússia que, embora em níveis tímidos, sinalizam para uma demanda imediata pela carne suína, considerando que a reabertura dos portos russos ao produto brasileiro ocorreu no início do mês passado” analisa Ricardo Santin, diretor-executivo da ABPA.

Já na receita, houve retração de 14,6% no saldo do mês, com US$ 94,6 milhões no décimo primeiro mês de 2018, contra US$ 110,7 milhões no mesmo período do ano passado.

Frango

Já os dados sobre as exportações de carne de frango, considerando todos os produtos in natura e processados, que totalizaram 322,1 mil toneladas em novembro, volume 1% inferior ao realizado no mesmo período de 2017, com 325,4 mil toneladas.

Os embarques efetivados no décimo primeiro mês deste ano geraram US$ 527,3 milhões, receita 5,5% menor que as US$ 557,7 milhões registradas no ano anterior.

Fonte: Canal Rural

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!