MAXI AGRO
Soja: Matopiba sofre com irregularidade do clima, mas safra apresenta melhores resultados que em anos anteriores

Produtores do Matopiba que mantiveram calendário tradicional de plantio e não se empolgaram com antecipação das chuvas, estão registrando melhores resultados

 

Cristina Queiroz, da Rural Tecnologia, trouxe as análises do CropView para a região do Matopiba, que tem, neste ano, uma condição mais favorável do que nas safras anteriores.

As chuvas no Matopiba foram generosas ao longo do plantio – em alguns locais, com mais intensidade do que outros.

Em Caseara (TO), considerando um plantio em 1º de novembro, com ciclo de 120 dias, houve excedente ao longo do todo o ciclo, mas a produtividade deve encerrar com 93%. Colher antes do dia 5 de março é uma boa alternativa para os produtores dessa região.

Para Xinguara (PA), com plantio em 08/11 e ciclo de 120 dias, o ciclo todo contou com excedente e falhas no desenvolvimento vegetativo. Assim, a produtividade pode se encerrar em 80%.

Já São Raimundo das Mangabeiras (MA), com plantio em 8 de novembro, o excedente hídrico faz com que a produtividade termine em 83%. Caso o plantio tenha sido feito em 8 de dezembro, a produtividade salta para 94%.

Baixa Grande do Ribeira (PI), considerando um plantio em 28 de outubro, deve encerrar com 80% de produtividade.

 

Fonte: Matopiba Agro