MAXI AGRO
Melhores: cresce o número de empresas que investem em sustentabilidade

Do total de 266 empresas que se inscreveram na categoria especial do prêmio, 121 atenderam todos critérios estabelecidos pela Serasa Experian

A categoria sustentabilidade do Melhores do Agronegócio, projeto promovido pela revista Globo Rural e que premiou as empresas do setor com melhores desempenhos, recebeu 226 inscrições na edição de 2018. O número de empresas interessadas em ter reconhecida suas ações socioambientais cresceu 163% em relação à edição passada, quando 86 empresas se candidataram ao prêmio de Melhor em Sustentabilidade.

Das 226 empresas inscritas, um grupo de 121 companhias atenderam todos os critérios da premiação, estabelecidos pela Serasa Experian, parceira da Globo Rural e responsável pela elaboração do ranking das 500 melhores empresas do agronegócio brasileiro, além das campeãs em 20 segmentos. O número de empresas selecionadas cresceu 78%.

A escolha da campeã desta categoria Sustentabilidade foi realizada por um comitê formado por especialistas do setor, jornalistas e editores da Revista Globo Rural. A campeã deste ano foi a empresa alagoana Usina Coruripe Usina Coruripe, uma das mais tradicionais da região Norte/Nordeste, que tem unidades também no Triângulo Mineiro.

grafico-melhores-sustentabilidade (Foto: Reprodução Globo Rural )

A Serasa Experian destaca que “ao longo das edições o número de participantes vem crescendo, demonstrando a solidez e o reconhecimento do prêmio para o setor. Melhorias na metodologia de análise, no acesso e a disponibilização do questionário especifico para concorrer ao prêmio Sustentabilidade juntamente com questionário financeiro foram algumas das novidades que contribuíram para este excelente resultado.”

Segundo a consultoria, as empresas dos segmentos de produção agropecuária, alimentos e bebidas, fertilizantes e bioenergia são as de maior representatividade entre as 121 companhias que aceitaram o regulamento e enviaram suas informações para concorrer ao prêmio.

O faturamento líquido das 121 empresas participantes somou R$ 176,5 bilhões em 2017. Entre elas, 85% têm origem de capital nacional; 35% estão sediadas em São Paulo; 63% apresentam variação positiva do faturamento líquido; e 86% encerraram o exercício de 2017 com lucro.

Fonte: Revista Globo Rural