MAXI AGRO
Sítio do Moinho, campeão do 5º Prêmio Fazenda Sustentável

Ex-banqueiro transformou propriedade abandonada na Serra Fluminense em um negócio rentável, que vai do campo ao prato do consumidor

Cravado no Vale de Itaipava, na região serrana do Rio de Janeiro, o Sítio do Moinho foi escolhido o mais sustentável do Brasil. A cerimônia de premiação ocorreu em São Paulo nesta terça-feira (04/12). "É inacreditável. Quando compramos essa área, em 1989, não imaginávamos estar aqui hoje sendo premiados. Somos muito pequenos, mas dedicamos a nossa vida a esse trabalho", disse Dick Thompson, um dos proprietários antes de passar a palavra à esposa, Ângela, com quem trabalha.

"Estou sem palavras. A gente ama o que faz. A produção orgânica segue regras muito severas de produção e a sustentabilidade é um dos pilares da agricultura orgânica. A gente vai da semente até a cozinha do cliente. Participamos de feiras no Rio de Janeiro. Agora estamos brigando para as embalagens biodegradáveis, que custam muito mais. Ainda temos um desafio que é tirar todo o plástico do restaurante e das porções", disse Angela.

O trabalho no sítio de 52 hectares dedicados à olericultura orgânica, em Petrópolis, começa logo cedo. A produção agrícola de vegetais orgânicos se mistura à fabricação de pães, também orgânicos, os primeiros a serem produzidos no Brasil com certificação.

Juntos, pães, vegetais e mais uma lista de produtos orgânicos adquiridos de produtores rurais parceiros compõem o principal produto da propriedade, as cestas domiciliares de alto valor agregado idealizadas pelos donos do negócio, o ex-banqueiro John Richard Lewis Thompson, o Dick, e Ângela Thompson.

O diferencial do Sítio do Moinho (e o que lhe garante maior rentabilidade) é que, da colheita ao prato do consumidor, há um intervalo de apenas 12 horas, sem intermediários. Lá, as lavouras produzem o ano todo, de acordo com a “época” de cada alimento. Além disso, em pelo menos 12 estufas há sistemas de som instalados. “Li num livro (The secret life of plants) que a música clássica pode estimular o desenvolvimento das plantas”, conta Dick. 

Com estas iniciativas, proteção de nascentes, rotação de culturas, controle biológico e outras práticas socioambientais, o Sítio do Moinho recebeu o título de campeão do 5° Prêmio Fazenda Sustentável, entregue pela Revista Globo Rural.

Fonte: Revista Globo Rural