PUBLICIDADE
Projeto de universitários gaúchos é destaque em premiação nacional de urbanismo

É a segunda vez que um plano de revitalização para o 4º Distrito, em Porto Alegre, é um dos vencedores do Urban21

Um grupo de oito universitários da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul recebeu, em novembro em São Paulo, o prêmio Urban21, o maior concurso universitário de urbanismo no Brasil organizado pela revista PROJETO e pela Alphaville Urbanismo. Com o objetivo de incentivar e mobilizar os estudantes de arquitetura e urbanismo do país a pensar sobre os assuntos que dialogam com a arquitetura da paisagem, essa é a segunda vez que um planejamento urbano para a região de Porto Alegre é premiado na cerimônia anual.

A equipe foi composta pelos universitários Francine Zarpellon Franco, Aloísio Gianesini Júnior, Bárbara Remussi, Carlos Solaro, Eduarda Rossatto, Gustavo Franco, Lucas Gomes e Ricardo Dorfman, orientados pela professora Cibele Vieira Figueira. Diferente do premiado da edição de 2015, a proposta do projeto foi realizar duas intervenções pontuais – denominadas como acupuntura urbana – em uma área do 4º Distrito, em Porto Alegre, ambas com potencial de gerar um grande círculo de abrangência. “Isso não significa isolar a ação bem-intencionada, ela deve ser pensada como parte de um todo amplo e definido”, diz a apresentação do projeto. No caso, os dois pontos escolhidos para desenvolvimento do projeto foram a antiga Companhia de Fiação e Tecidos Porto Alegrense e a forma da antiga fábrica Neugebauer.

Buscando um equilíbrio entre os que priorizam proteger o que é histórico e aqueles que entendem na modernização a principal solução para a urbe, a proposta visou conciliar o antigo e o moderno. “A área de estudo, antes uma potente zona industrial ligada ao principal acesso à cidade e muito próxima ao centro histórico, atualmente possui muitos vazios urbanos, sejam eles por edificações subutilizadas, em desuso ou por grandes áreas livres. Na área da proposta consolidam-se algumas questões significativas a serem destacadas. Trabalhar a coexistência dos tempos é uma delas”, menciona o projeto.

Em 2015, os grandes campeões foram os estudantes do Centro Universitário Univates, de Lajeado (RS). Eles elaboraram um projeto para o Baixo 4º Distrito, que previa ruas com áreas verdes ampliadas e espaços onde se priorizava a circulação de pedestres.

 Neste ano, a terceira edição do Urban21 bateu recorde de participantes. Foram mais de 1300 universitários inscritos, divididos em 233 equipes. “É muito bom perceber que a premiação serve como estímulo para milhares de jovens começaram a pensar no urbanismo como forma de inclusão e benefício social”, comenta Marcelo Willer, diretor-presidente da Alphaville Urbanismo e membro do júri avaliador”.

Fonte: SEGS