PUBLICIDADE
Cinco dicas para gerenciar a atividade pecuária nas fazendas

De gestão de recursos hídricos ao planejamento de investimentos; confira os conselhos dados por especialista

O mestre em Nutrição Animal e doutor em Produção Animal pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Fabiano Alvim, dá dicas para o gerenciamento da atividade pecuária.

“É importante pensar na gestão de água para os animais, priorizando o fornecimento de uma água de qualidade. Esse processo tem início com a separação da área de pasto em piquetes, proporcionando áreas de lazer para o rebanho, onde ficarão os reservatórios de água. Com isso, o recurso hídrico da propriedade terá mais uma garantia de preservação”, explica.

O médico veterinário também alerta que, com as áreas devidamente separadas em piquetes, é importante que seja feita a reforma, adubação de manutenção da pastagem.

“O manejo de pastagem com divisão para respeitar o crescimento do capim evita a degradar solo, dessa forma, é preciso a adubação necessária visando a longevidade, sendo efetivamente sustentável a médio e longo prazo”.

Pensando no aspecto do bem-estar animal, Alvim destaca que é fundamental para uma pecuária sustentável o fornecimento de nutrição adequada ao rebanho.

“O animal precisa pastejar, beber uma água de qualidade e receber um nível de suplementação adequada para que ele tenha ganho de peso desejado”, diz Alvim.

Conservar e recuperar áreas de preservação permanente (APP) e de reserva legal (RL), é o primeiro passo para estar em consonância com as práticas sustentáveis, guiando-se pelo Novo Código Florestal. Isso vem atrelado ao isolamento nas margens dos rios e ao início do reflorestamento com espécies de árvores nativas.

Alvim finaliza dizendo que pensar em uma gestão eficiente da fazenda é indispensável para que todas as dicas anteriores gerem, de fato, um negócio sustentável financeiramente.

 

“É preciso planejamento adequado, desde a parte de mão de obra necessárias até investimento em monitoramento, gestão de pessoas, para que gere bons resultados e isso se mantenha a longo prazo”, afirma.

Fonte: Canal Rural