MAXI AGRO
Boi gordo: oferta limitada e excesso de chuvas sustentam preço
05/12/2018 08:38 em Notícia

Confira as principais notícias sobre dólar, mercado agropecuário e previsão do tempo para começar o dia bem informado

A oferta limitada de boiadas associada ao período de início de mês, quando normalmente há maior demanda, mantém os preços sustentados. Além disso, segundo a Scot Consultoria, em algumas regiões as chuvas têm atrapalhado o transporte de bovinos, o que dificulta a aquisição de matéria-prima pelas indústrias. É o caso de Rondônia e Pará, por exemplo.

No levantamento desta terça-feira, em São Paulo, o boi gordo subiu 0,3% e está cotado, em média, em R$149,50/@, a prazo, livre de Funrural. No estado, as programações de abate atendem em torno de cinco dias. Destaque para a região de Goiânia-GO, onde a cotação subiu 1,5% na comparação com o fechamento da última segunda-feira (3/12) e está, em média, em R$138,00/@, à vista, livre de Funrural.

A expectativa de maior escoamento de carne bovina explica este cenário. A exceção ficou por conta da região de Três Lagoas-MS. Na praça, mesmo sem excesso de boiadas, esta ainda tem sido suficiente para atender a demanda.

BOI GORDO NO MERCADO FÍSICO – ARROBA À VISTA

  • Araçatuba (SP): R$ 148
  • Triângulo Mineiro (MG): R$ 143
  • Goiânia (GO): R$ 138
  • Dourados (MS): R$ 145
  • Mato Grosso: R$ 129 a R$ 133,5
  • Marabá (PA): R$ 132
  • Rio Grande do Sul (oeste): R$ 4,85 (kg)
  • Paraná (noroeste): R$ 151,50
  • Paragominas (PA): R$ 139,5
  • Tocantins (sul): R$ 134

Fonte: Canal Rural

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!