PUBLICIDADE
Boi gordo: preço da arroba sobe em algumas regiões
08/02/2018 - 9h22 em Notícia

Confira as principais notícias sobre dólar, mercado agrícola e previsão do tempo para começar o dia bem informado

O mercado físico do boi gordo teve preços predominantemente mais altos nesta quarta-feira, dia 7. Essa subida é uma reação dos negócios realizados até aqui e em função da perspectiva de poucos negócios também na semana que vem, devido ao Carnaval.

A Scot Consultoria indica que apesar de não significar uma reversão de tendência de mercado, essa conjuntura mostra que a pressão sobre os preços perdeu força. Já para a Safras & Mercado, as cotações devem continuar subindo nos próximos dias, diante de uma boa velocidade de reposição entre atacado e varejo.

Os frigoríficos têm atuado de maneira mais agressiva na compra de gado. As escalas de abate seguem curtas, posicionadas entre dois a três dias úteis, em média. Ao mesmo tempo, os pecuaristas ainda dispõem das boas condições do pasto para manter os animais prontos para o abate por mais tempo no campo e, mesmo com preços mais altos, ainda há pouco interesse em negociar por parte do produtor.

Soja

O mercado brasileiro de soja teve uma quarta-feira de preços firmes, de estáveis a mais altos. Apesar das perdas da soja em Chicago, a alta do dólar garantiu a sustentação das cotações da oleaginosa no Brasil. Houve bom volume de negócios, com destaque para o Rio Grande do Sul, Paraná e Minas Gerais.

Dólar e Ibovespa

O dólar voltou a fechar em campo positivo frente ao real em dia de volatilidade em meio a ajustes no mercado externo. No cenário interno, contribui a certeza de investidores de que a reforma da Previdência fica cada vez mais distante, após a declaração do líder do governo na Câmara dos Deputados, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), de que prazo para a votação da matéria termina em 28 deste mês. Além da contínua sinalização de que ainda não há os 308 votos suficientes para a aprovação das medidas.

Com este cenário, a moeda norte-americana encerrou com valorização de 

0,92%, cotada a R$ 3,277 para venda. No mercado futuro, o contrato para março avançou em mais de 1%, a R$ 3,281, tendo ultrapassado o patamar de R$ 3,29. 

"Apesar de toda a influência externa, a Previdência ainda atua como pano de fundo, mesmo já tendo precificado o mercado. Os desdobramentos mostram a certeza de que caminha para não ser aprovada", comenta o economista-chefe da SulAmérica Investimentos, Newton Rosa. "Mau humor com a política interna", 

acrescenta. 

O diretor da Correparti, Ricardo Gomes, também atribui a valorização do câmbio à forte queda do preço do barril do petróleo no exterior. O que potencializou a recuperação "dos ativos de riscos, após os movimentos de correções observados no início da semana", pondera o economista da Guide Investimentos, Rafael Passos. 

O Ibovespa encerrou em queda de 1,34%, aos 82.766 pontos. O volume negociado foi de R$ 11,908 bilhões.

Previsão do tempo

Sul

Uma área de alta pressão atmosférica formada na costa sul do Rio Grande do Sul mantém o tempo seco em boa parte da região Sul nesta quinta-feira. Por outro lado, uma região de baixa pressão atmosférica no litoral catarinense ajuda na formação de nuvens carregadas desde o leste de Santa Catarina até o leste do Paraná. Chove também no oeste do estado paranaense, mas de forma fraca e com baixos acumulados.

Sudeste

A massa de ar seco que vem do Sul do país mantém o tempo firme em grande parte de São Paulo (atingindo as regiões de Campinas e Ribeirão Preto) e sul de Minas Gerais nesta quinta-feira. 

Por outro lado, uma área de instabilidade e a formação de duas áreas de baixa pressão atmosférica na costa do Sudeste, ajudam na formação de nuvens carregadas sobre a região. Os maiores volumes de chuva se concentram no oeste e norte mineiro e também no Espírito Santo, onde não se descartam os riscos para temporais, acompanhados de ventos fortes.

Centro-Oeste

As áreas de instabilidade que atuam pelo Centro-Oeste do Brasil ajudam a espalhar nuvens carregadas por Mato Grosso do Sul e até o fim do dia há condições para chover em todo estado. Mesmo que a chuva ocorra de forma localizada e ainda com baixos acumulados, existe o potencial para trovoadas. Em Goiás e em Mato Grosso, a chuva continua a qualquer momento e ainda são esperados volumes expressivos no norte destes dois estados.

Nordeste

As instabilidades espalhadas pelo Nordeste formam nuvens carregadas ao longo do dia. Há condições para chover a qualquer momento e com volumes expressivos no interior da Bahia, no Maranhão e no Piauí. Entre Sergipe e Paraíba o tempo segue firme e seco. Nas demais áreas do Nordeste, a chuva ocorre de maneira localizada, alternada por períodos de tempo firme e com sol. Além disso, a sensação será de tempo abafado em todas as áreas da região.

Norte

O calor e a umidade formam nuvens carregadas por grande parte da região Norte nesta quinta-feira. O sol predomina ao longo do dia, mas há previsão para pancadas alternadas por períodos de tempo firme a qualquer momento. No Tocantins e no Pará ainda são esperados os maiores acumulados. A sensação de tempo abafado continua. Em Roraima o ar seco predomina e o tempo segue firme ao longo do dia.

Fonte: Canal Rural

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!